CFM pede cautela na aplicação de testes rápidos

O Conselho Federal de Medicina (CFM) está preocupado com a aplicação de “testes rápidos” em farmácias para a detecção da covid-19. Além do alto percentual de resultados falso-negativos para os casos em que a testagem é feita antes dos sete dias da apresentação dos primeiros sintomas. O CFM alerta que as farmácias devem obedecer a todos os parâmetros estabelecidos pela Anvisa na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 302/2005, que regula a realização de exames fora de laboratórios clínicos.

Leia a nota com o posicionamento do CFM: bit.ly/sogirgs-cfm4.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *