Propedêutica Invasiva Fetal

Compartilhe:

Este protocolo descreve os principais procedimentos invasivos para realização de diagnóstico pré-natal, seja genético, infeccioso ou etiológico. Serão abordados os métodos mais utilizados, suas indicações, riscos, complicações, técnicas e períodos que devem ser realizados. Atualmente, com a melhor seleção dos grupos de riscos para doenças cromossômicas ou gênicas fetais, já no primeiro trimestre da gestação, utilizando o rastreamento combinado e/ou o teste não invasivo pré-natal ([NIPT] _ técnicas diagnósticas em células fetais livres no soro materno), é possível selecionar, de maneira mais precisa, as gestantes que necessitarão de propedêutica invasiva, observando queda no número desses procedimentos.

Baixe o PDF aqui.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Iniciar conversa
Olá! Podemos ajudar?
Olá! Podemos ajudar?