NOTA DE REPÚDIO

A Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Rio Grande do Sul (Sogirgs) vem a público externar sua extrema preocupação com a assistência à saúde da mulher e da criança no Rio Grande do Sul diante da divulgação do projeto que prevê o encerramento das atividades da área materno-infantil no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Historicamente a área materno-infantil do Hospital São Lucas da PUCRS presta à comunidade um serviço assistencial de excelência, além de formar profissionais altamente capacitados.

Caso seja confirmado o encerramento das atividades, o impacto de tal decisão será imediato e catastrófico, repercutindo gravemente na assistência à população, aumentando a superlotação de maternidades, UTI neonatais e UTI pediátricas do estado do Rio Grande do Sul.

A Sogirgs espera que o Hospital São Lucas da PUCRS e as entidades responsáveis por esse projeto encontrem uma solução para o problema, sem aumentar a desassistência à saúde da mulher e da criança em nosso Estado.

Ana Selma B. Picoloto
Presidente da Sogirgs

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *