Orientações à gestante durante a pandemia de coronavírus

O Ministério da Saúde (MS) incluiu no grupo de risco da Covid-19 as gestantes e as mães de recém-nascidos com até 45 dias de vida (puérperas). Apesar de não existirem estudos conclusivos em relação ao alto risco da mulher no ciclo gravídico-puerperal o MS decidiu por incluir essas mulheres visando reduzir a exposição deste grupo a pandemia

Além de todas as medidas de prevenção já conhecidas e válidas para todos os grupos, como lavar as mãos com água e sabão e evitar aglomerações, as gestantes devem entrar em contato com o obstetra imediatamente caso apresentem sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar. O profissional irá orientar se há necessidade ou não de buscar o pronto atendimento hospitalar. Mulheres que deram à luz recentemente devem restringir as visitas aos bebês para sua própria proteção e do recém-nascido. Também é recomendável a higienização das mãos pela mãe antes e após os cuidados com o bebê.

Medidas de prevenção Comunitária à Síndrome Gripal e à COVID-19.

  • Evitar aglomerações;
  • Realizar lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel, especialmente após contato direto com pessoas doentes;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir com o dorso do cotovelo ou com a mão coberta com lenço descartável;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou
  • garrafas;
  • Manter os ambientes de circulação bem ventilados;
  • Evitar contato com pessoas que apresentem sintomas da doença.
  • Realizar higienização de roupas, sapatos e objetos ao voltar para casa, usando água, detergente ou desinfetante ou álcool gel 70%.
  • Se tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar, procurar logo assistência médica. Entrar em contato antes de ir para a unidade de saúde e seguir as instruções da autoridade sanitária local.

Cuidados no Puerpério (pós-parto)

  • Recomenda-se o isolamento social no puerpério, evitando aglomerações, contato e visita de pessoas que apresentem sintomas gripais e/ou respiratórios.
  • Mães que apresentem sintomas gripais e/ou respiratórios devem usar máscara cirúrgica durante a amamentação;
  • Recomenda-se que o agendamento das consultas nas unidades de saúde seja feito por telefone, evitando deslocamentos desnecessários aos serviços de saúde;
  • Seguir calendário vacinal estabelecido pelo Ministério da Saúde;
  • Higienizar as mãos antes e após tocar o recém-nascido. Evitar beijar e tocar mãos e face do bebê. Manter ambientes bem ventilados e higienizar diariamente superfícies de toque frequente nas áreas comuns da casa (por exemplo: mesas, cadeiras, maçanetas e interruptores de luz). Higienizar com frequência as telas dos telefones celulares;
  • As gestantes e as puérperas – Incluindo aquelas afetadas pela COVID-19 – devem seguir com suas rotinas de acompanhamento médico.

Fontes:

Ministério da Saúde
Link: https://aps.saude.gov.br/noticia/7818                    

Febrasgo
Link: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/atencao-mulher/covid-19-orientacoes-da-febrasgo-para-avaliacao-e-tratamento-ambulatorial-de-gestantes/

Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul
Link: https://saude-admin.rs.gov.br/upload/arquivos/202004/01112134-nt-01-orientacoes-sobre-sobre-o-atendimento-de-pre-natal-na-pandemia-do-covid-19-atualizada31-03-2020.pdf

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *